Pular para o conteúdo

O ciclo da vida das borboletas

A transformação passa por diversas fases até chegar na idade adulta

A metamorfose das borboletas é um evento fantástico que nos mostra como um animal pode ser diferente durante a vida. Sobre a metamorfose, significa dizer que esses animais sofrem mudanças em seu corpo até se tornarem adultos. Como seus indivíduos jovens e adultos são completamente diferentes, é possível dizer que a metamorfose das borboletas é completa.

Toda essa transformação é composta por quatro fases: ovo, larva (lagarta), pupa (ou crisálida) e adulto (imago). As três primeiras etapas duram entre 30 e 120 dias, dependendo tanto da espécie quanto das condições ambientais.

Ovo

O início do ciclo começa com os ovos postos pelas borboletas, normalmente, em folhas de plantas que geralmente serão utilizadas como alimento quando seus filhotes nascerem. Além disso, o mecanismo no corpo do inseto faz o embrião permanecer inativo no ovo até as condições do clima e do crescimento da planta se tornarem favoráveis, pois esta é a fase mais vulnerável a predadores. Os ovos variam em tamanho e cor dependendo da espécie. “Esse período dura de alguns dias até um mês”, diz a entomologista (especialista em insetos) Cleide Costa, do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo

Larva ou Lagarta

A segunda fase inicia depois de 5 a 15 dias, que é o tempo estimado para eles eclodirem, dependendo da espécie, e liberarem as larvas, conhecidas popularmente como lagartas. Durante esse período, esses animais alimentam-se intensamente para poder guardar energia para a próxima fase, causando sérios problemas em locais com plantações. É dessas folhas que a lagarta retira seus nutrientes e a água de que precisa para sobreviver. A borboleta fica na forma de lagarta de 1 a 8 meses, aproximadamente, dependendo da espécie. Depois de algum tempo, a lagarta prende-se em uma superfície pela porção posterior de seu corpo. Por meio de fios de seda produzidos, inicia-se a formação da crisálida.

Pupa ou crisálida

Depois de várias mudanças de pele, o animal usa esses fios para construir o verdadeiro casulo. Essa é uma fase imóvel, em que o animal sobrevive graças àquelas reservas acumuladas quando ainda era lagarta. É nessa terceira fase que acontecem as grandes mudanças. As borboletas desenvolveram estratégias adaptativas nesta etapa, de modo que as crisálidas têm formas e cores particulares que as fazem passar quase despercebidas nos locais onde são fixadas. Esse estágio de repouso absoluto pode durar de uma a três semanas, dependendo da espécie.

Você pode acompanhar de perto diversas borboletas em fase de crescimento aqui no Borboletário.

Fase adulta ou imago

Esta é a última das quatro fases da borboleta, sendo também o estágio final do ciclo de vida das borboletas. Nessa fase, a borboleta emerge da pupa totalmente desenvolvida e sexualmente madura para que possa se reproduzir. As borboletas adultas se alimentam de maneira diferente do que na etapa de lagarta, e ingerem néctar, pólen e frutas em fermentação, porém necessitam de nutrientes ricos em açúcar para fornecer-lhes a energia necessária para seus vôos. Por fim, a vida adulta das borboletas tem duração variada de acordo com o porte delas e podem durar de 5 dias a 1 ano.

Todas essas fases da borboleta nos mostram as mudanças da vida mesmo que em um inseto tão frágil.

Para saber mais, veja outros artigos do nosso blog.

Artigo por Maria Clara Montanha

Fontes: Perito Animal e Agência Fiocruz